Quarta, 20 de setembro de 2017, 15h23   A | A | A
Mais conhecimento

Médicos de Livramento participam de capacitação para o atendimento de tuberculose

"São eles: Amanda Rizental, Thiago Almeida e Simary Almeida Silva."

Divulgação

Médicos de Livramento participam de capacitação para o atendimento de tuberculose

Os médicos voltados em estratégia da saúde da família: Amanda Rizental, Thiago Almeida e Simary Almeida Silva, do município de Nossa Senhora do Livramento participam nesta quarta e quinta-feira (20 e 21), do novo Manual Clínico de Tuberculose, apresentado por técnicos do Ministério da Saúde no teatro Zulmira Canavarros, na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, na capital, Cuiabá.


A capacitação ‘Manejo Clínico de Tuberculose’ destina a profissionais de saúde, entre médicos e enfermeiros, que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da ‘Baixada Cuiabana’, por meio de parceria das Secretarias Municipal e de Estado de Saúde.

 

Mato Grosso ocupa o 8º lugar entre os estados com maior número de casos do país. De acordo com dados da SMS, 35% dos registros em Mato Grosso são de pessoas residentes na Capital. As regiões com maior incidência são a Sul e a Leste.

 

Vale lembrar, que a SMS realizou uma ‘Oficina Operacional das Ações de Controle e Vigilância de Tuberculose’, destinada exclusivamente aos enfermeiros das UBS, entre os dias 24 e 31 de julho deste ano. O foco da capacitação foi à busca ativa e verificação do estado de saúde dos pacientes que abandonam o tratamento, bem como a avaliação dos novos casos.

 

“Os casos de abandonos do tratamento são consideráveis. Os remédios começam a fazer efeito e depois de três semanas o paciente deixa de tomá-los. Só que o tratamento dura seis meses, evoluindo para tuberculose multidroga, muito mais resistente”, observou a Responsável Técnica pelo programa de Tuberculose da SMS, Michelle Jesus dos Nascimento.

 

Com Hugo Fernandes – Ascom Pref. Mun. Cuiabá

 

Leia mais sobre este assunto:

Previsão do Tempo