Quinta, 28 de setembro de 2017, 12h35   A | A | A
Mobilização

Servidores do Centro de Referência da Assistência Social de Livramento adere a mobilização nacional em defesa do SUAS

“Denominada de dia “D”, a iniciativa espera mobilizar os mais de 5 mil municípios brasileiros, contra uma redução no orçamento do SUAS para 2018, em 98,05% em programas existentes.”

Assessoria

Servidores do Centro de Referência da Assistência Social de Livramento adere a mobilização nacional em defesa do SUAS

Servidores do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de Nossa Senhora do Livramento, município situado a pouco mais de 32 km da capital, Cuiabá, aderiram nesta quinta-feira, 28, a mobilização nacional em defesa do Sistema Nacional de Informação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).


Em protesto, eles não abriram as portas do CRAS onde também sedia a secretaria municipal de Assistência Social. Dessa forma, não houve atendimento ao público externo. Cartazes contendo frases: “Fechado por atrasos de repasses”, “Sem retrocesso”, “ Cortar o orçamento do SUAS é retirar o direito de milhões de brasileiros” e muito outros, foram fixados na porta. Contudo, o expediente interno ocorreu normalmente juntamente com as atividades da semana do idoso programadas para hoje, no espaço papa-banana.

 

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Elizabeth Leite de Oliveira Teodoro, a conjuntura atual é delicada e requer a atenção, tanto de usuários, como dos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social. Nessa leva, Elizabeth inclusive, o prefeito e vereadores do município no sentido de se manifestarem contrariamente à essa redução de gastos, “senão sofreremos dura pena de ter as portas dos equipamentos da política de Assistência Social fechados, por falta de capacidade financeira para gerir as ações e garantir a efetivação de direitos da população em situação de vulnerabilidade social do município de Nossa Senhora do Livramento”, ressaltou a secretária.

 

Assessoria

Servidores do Centro de Referência da Assistência Social de Livramento adere a mobilização nacional em defesa do SUAS

De acordo com a mobilização nacional, o Orçamento para 2018, que deverá passar brevemente por análise na Câmara Federal e Senado, estima cortes drásticos em programas sociais de extrema necessidade para o cidadão como; redução no Serviço de proteção social de média e alta complexidade e mais ainda, no apoio a gestão.

 

Segundo o manifesto, até recursos destinados ao Bolsa Família poderá ser afetado, caindo de R$ 29 bilhões para R$ 26 bilhões, o que representa mais de 2 milhões de famílias sem acesso para o próximo ano. E isso implicaria, segundo a organização, deixar de ofertar serviços e benefícios à população que vive em situação de extrema pobreza e de desproteção social.

Leia mais sobre este assunto:

Previsão do Tempo