Quarta, 24 de janeiro de 2018, 14h03   A | A | A
Combate

Saúde realiza ações de combate à proliferação do Aedes Aegypti em Livramento

“Desde a semana passada que os operadores dos nebulizadores estão fazendo o trabalho de pulverização chamado de bloqueio químico do mosquito, nos bairros do pequeno e pacto município.”

Fumacê

A secretaria de Saúde da cidade de Nossa Senhora do Livramento, por meio da Vigilância Ambiental municipal intensificou nesta quarta-feira (23/01), o uso do equipamento Nebulizador Costal Motorizado, conhecido popularmente como fumacê, como auxílio das ações preventivas no combate à proliferação do mosquito Aedes Aegypti no município.


Porém, é desde a semana passada, que os operadores dos nebulizadores estão fazendo o trabalho de pulverização chamado de “bloqueio químico” do mosquito nos bairros do pequeno e pacto município. São eles os bairros: Edite de Campos, Morro da Boa Vista, Frei Hugolino, Santa Luzia, Centro, Cohab Nova, Cohab Velha e Núcleo Habitacional Frei Salvador Rouquette. A ação foi iniciada após dezenas de notificações de casos de Dengue, Zika e Chikungunya serem registradas na cidade.

 

Fumacê

Para o coordenador da Vigilância Ambiental livramentense, Locimar Bispo da Silva, a pulverização com fumacê se faz necessário, já que a situação assusta, varias notificações nos chegaram às mãos. “Nós intensificaremos a pulverização predial durante o período chuvoso que só deverá amenizar em março ou até abril, ou até a confirmação de que o vírus não está mais em circulação”, destacou Locimar.

 

Na semana passada o fumacê atendeu os bairros: Cohab Nova e Velha, Santa Luzia e alguns quarteirões do Centro. Nesta quarta, os trabalhos continuaram no Centro, Núcleo Frei Salvador Rouquette e Morro da Boa Vista. Após, outros bairros serão contemplados, mas em acordo com o cronograma realizado por meio de dados epidemiológicos do município.

 

Locimar aproveitou do momento pra fazer um apelo à população livramentense no combate às endemias. “Quando o fumacê passar pelas ruas, abram as portas e janelas de suas residências, para que a nuvem de fumaça de inseticida entra na tentativa de matar o mosquito.”

 

Fumacê

O agente também pediu que os moradores auxiliem na prevenção contra a proliferação do mosquito. “Basta fazer limpeza periodicamente dos quintais, semanalmente das caixas d’agua e momentaneamente dos pequenos recipientes como tampinhas, latinhas, potes, garrafas e qualquer outro tipo que acumule água, até porque 90% dos focos dos mosquitos estão nas caixas d’agua”, ressaltou. Ainda, segundo o agente de Saúde, “se a população fizer a sua parte se torna praticamente desnecessário o uso do inseticida que pode tornar nocivo à saúde humana e dos animais”, completou.

 

Vale ressaltar, que a nebulização é utilizada para bloquear a transmissão da doença e não é 100 % eficaz quando adotada como medida única. O principal é que as pessoas façam o dever de casa, eliminando possíveis criadouros. Essa regra é diária no combate ao mosquito transmissor.

Leia mais sobre este assunto:

Previsão do Tempo