Segunda, 29 de janeiro de 2018, 23h25   A | A | A
Folia de momo

Em entrevista prefeito Souza destaca preparativos para o Carnaval Banana-Folia

“Por cerca de 30 minutos Souza discorreu sobre os preparativos para a realização do carnaval popular de rua.”

Entrevista rádio Difusora

Em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira (29) ao programa ‘Difusora Notícias’ com a jornalista Elaine Coimbra, o prefeito de Nossa Senhora do Livramento, Silmar de Souza abordou variados assuntos referente à sua administração. Por cerca de 30 minutos Souza discorreu sobre os preparativos para a realização do carnaval popular de rua, mais conhecido com “Banana-Folia 2018”, e os desafios da gestão.


Segundo o prefeito, a prefeitura municipal já está em fase final dos preparativos para realização do carnaval Banana-Folia 2018, festejo esse que deverá reunir milhares de foliões nas noites dos dias 10, 11 e 12 de fevereiro na Praça Fernando de Barros, mais conhecida como Praça de Eventos. O gestor também disse que todas as noites haverá desfiles de blocos embalados pelos ritmos de bandas regionais, com inicio sempre às 22 horas e término às 03h30. Destacou ainda que haverá matinê no domingo, das 18h às 22h30.

 

Souza relatou preocupar com a segurança dos brincantes. “Já tivemos várias reuniões com o setor como Polícia Rodoviária Federal, Militar, Civil e Conselhos. Queremos que todo festejo aconteça num clima de segurança e tranquilidade, pois nós queremos proporcionar muito lazer a todos que irão prestigiar o evento”, destacou o prefeito livramentense.

 

Ainda sobre o assunto carnaval, o prefeito livramentense confessou ser contrário a sua realização, mais disse ter achado por bem tocar o projeto pra frente devido à alegria e a renda que a festa de momo proporciona para os Livramentenses. “Além do mais, Livramento é considerada uma cidade centenária e com certo tradicionalismo no carnaval. Mesmo sabendo que o objetivo da máquina pública é de bem servir o cidadão, nós estamos de olhos atentos aos resultados futuros da festa.”

 

Souza também destacou sobre possíveis instituições bancárias na cidade nos próximos dias e a construção da capela mortuária. “Acredito que nos próximos dias poderemos ter duas instituições bancárias, o Banco do Brasil e o Sicredi. O Banco do Brasil, por hora, acho que chegará primeiro. Quanto a capela mortuária, acredito que terminamos ela nos próximos messes, porém ninguém quer inaugura-la”, brincou o prefeito.

 

Entrevista rádio Difusora

Ao referir sobre os desafios que foi 2017, o prefeito enumerou algumas dificuldades pelo qual o pequena e pacata cidade de pouco mais de 12 mil habitantes e situada cerca de 32 km da capital, Cuiabá, ainda vem atravessando diante dos cortes de repasses dos governos estadual e federal. 

 

“Desde o primeiro dia que assumi o meu mandato, pautei com cautela as minhas decisões, até porque, passei a ocupar um cargo público eletivo pela primeira vez. Tive que adotar medidas duras diante das necessidades. Cortei meu próprio salário, do vice, dos secretários e mais alguns cargos de confiança. Reduzi os nossos salários em 25%. E, se continuar assim teremos que agir com mais rigor para que possamos honrar com os nossos compromissos.”

 

Respondendo a pergunta de ouvinte, quando questionado sobre conservação de estradas, Souza declarou. “Tenham paciência. Estamos em manutenção das nossas máquinas e caminhões e assim que passar o período das chuvas, retomaremos aos aterramentos e patrolamento das nossas estradas e completar os quase mil quilômetros que já arrumamos no ano passado. Sei que um setor sofrido já que mais de 70% da nossa população reside na zona rural.”

Leia mais sobre este assunto:

Previsão do Tempo