Quarta, 06 de junho de 2018, 08h55   A | A | A
Em tempo

Consórcio Metropolitano de Transportes passa a operar sistema intermunicipal de passageiros em Livramento

“Há meses que representantes da Prefeitura livramentense vinham se reunindo com membros do Consorcio para viabilizar o transporte, inclusive com escolhas de rotas e lugar de parada dentro da cidade papa-banana.”

Livramento sediará discussão sobre Plano Diretor do Vale do Rio Cuiabá

O Consórcio Metropolitano de Transportes (CMT), a partir desta quarta-feira (06), passou a operar em definitivo um novo sistema de transporte coletivo rodoviário intermunicipal de passageiros em Nossa senhora do Livramento. A autorização foi concedida pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (AGER/MT). A Prefeitura do município aguardava com certa ansiedade por essa decisão. Há meses que representantes da Prefeitura livramentense vinham se reunindo com membros do Consorcio para viabilizar o transporte, inclusive com escolhas de rotas e lugar de parada dentro da cidade papa-banana.

 

“Há dias reunimos com representantes do Consórcio e traçamos a rota e os pontos de parada para os ônibus. Claro, tanto a rota quanto os locais de parada poderão ser flexibilizados num segundo momento, inclusive com a inserção da nova rodoviária, também como ponto de chegas e saídas dos ônibus”, destacou o secretário municipal de Planejamento e Administração Manoel Gonçalo.

 

O Consórcio venceu a licitação para o serviço de transporte ‘categoria básica’, e deve operar todas as linhas que atendem o Lote 1 do Mercado 01 (Região Metropolitana de Cuiabá). Na verdade, em março deste ano, a Viação Novo Horizonte Ltda já havia entrado em operação, atendendo ao Lote II dos Mercados 02 (Rondonópolis) e 07 (Alta Floresta). A empresa pagará uma outorga de R$ 30 milhões e os contratos são de 20 anos:

 

A região atendida pelo Consórcio Metropolitano de Transportes abrange Nossa Senhora do Livramento e as cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Poconé, Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço, Nobres, Acorizal, Jangada e Rosário Oeste.

 

A concessionária vai operar com a tarifa apresentada pela própria empresa no processo licitatório e, posteriormente, atualizada pelos índices estabelecidos no contrato. Segundo informações do Governo do MT, no caso específico da tarifa referente aos serviços de transporte coletivo do Mercado I (Região Metropolitana), o valor do coeficiente tarifário foi atualizado pela Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra), em 11/10/2017 (DO/MT 27.123). Isso significa que todos os usuários do transporte coletivo desta região serão tratados de forma isonômica, pagando o mesmo valor do quilômetro rodado para a composição do valor da sua passagem.

 

Entre as cidades que compõem o Mercado I (Região Metropolitana), apenas Santo Antônio do Leverger deverá ter um aumento de tarifa, considerando que historicamente vem de uma defasagem na sua recomposição. A concessionária solicitou a implantação dos novos serviços já com o pedido junto à AGER para a autorização de Tarifa Promocional, o que já foi aprovado pela Diretoria Executiva. Isso implica em um desconto inicial de 29,5% aplicados sobre o novo coeficiente tarifário.

 

Para o prefeito livramentense Silmar de Souza, a iniciativa não deixa de ser uma boa conquista para os usuários do transporte, “claro, neste primeiro momento, não tivemos flexibilidade de preço da passagem e sim flexibilidade de melhores horários, principalmente para aqueles usuários que fazem uso do meio para trabalhar ou resolver problemas em Cuiabá e Várzea Grande”, destacou Souza.

 

Com Diário do Ônibus

Leia mais sobre este assunto:

Previsão do Tempo